Rosângela Dias
27 de março de 2017
Jamile Xavier
27 de março de 2017
Show all

Lorena Abreu

Sou mãe, esposa, mulher, dona de casa e advogada. Não fui criada e devidamente preparada para a vida doméstica. Mas assim que casei, algo dentro de mim gritava e pulsava forte para que eu me tornasse logo mãe. Ao me abrir à vocação materna, senti a necessidade de me dedicar de maneira integral a isso. Não me arrependo uma vírgula quando percebo o desenvolvimento de minhas filhas, vejo que minha participação na vida delas é essencial. De maneira esporádica exerço a advocacia, mas graças a Deus e a compreensão do meu esposo posso me dedicar aos serviços domésticos. Nunca imaginei que me traria tanta satisfação os serviços do lar. Como advogada e conhecedora da lei vejo a enorme necessidade de retornar direitos às mulheres que se dedicam ao lar, que foram vilipendiados em nome de uma suposta liberdade da mulher. Minha família é meu bem maior, e tudo que faço por ela, faço de coração!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *