Educar é dever dos pais

29 08-2012
Educar é dever dos pais

Fonte: Catecismo da Igreja Católica

2221. A fecundidade do amor conjugal não se reduz apenas à procriação dos filhos. Deve também estender-se à sua educação moral e à sua formação espiritual. O «papel dos pais na educação é de tal importância que é impossível substituí-los» (15). O direito e o dever da educação são primordiais e inalienáveis para os país (16).

2222. Os pais devem olhar para os seus filhos como filhos de Deus e respeitá-los como pessoas humanas. Educarão os seus filhos no cumprimento da lei de Deus, na medida em que eles próprios se mostrarem obedientes à vontade do Pai dos céus.

2223. Os pais são os primeiros responsáveis pela educação dos filhos. Testemunham esta responsabilidade, primeiro pela criação dum lar onde são regra a ternura, o perdão, o respeito, a fidelidade e o serviço desinteressado. O lar é um lugar apropriado para a educação das virtudes, a qual requer a aprendizagem da abnegação, de sãos critérios, do autodomínio, condições da verdadeira liberdade. Os pais ensinarão os filhos a subordinar «as dimensões físicas e instintivas às dimensões interiores e espirituais» (17). Os pais têm a grave responsabilidade de dar bons exemplos aos filhos. Sabendo reconhecer diante deles os próprios defeitos, serão mais capazes de os guiar e corrigir:

«Aquele que ama o seu filho, castiga-o com frequência […]. Aquele que dá ensinamentos ao seu filho será louvado» (Sir 30, 1-2). «E vós, pais, não irriteis os vossos filhos: pelo contrário, educai-os com disciplina e advertências inspiradas pelo Senhor» (Ef 6, 4).

2224. O lar constitui o âmbito natural para a iniciação da pessoa humana na solidariedade e nas responsabilidades comunitárias. Os pais devem ensinar os filhos a acautelar-se dos perigos e degradações que ameaçam as sociedades humanas.

2225. Pela graça do sacramento do matrimónio, os pais receberam a responsabilidade e o privilégio de evangelizar os filhos. Desde tenra idade devem iniciá-los nos mistérios da fé, de que são os «primeiros arautos» (18). Hão-de associá-los, desde a sua primeira infância, à vida da Igreja. A maneira como se vive em família pode alimentar as disposições afectivas, que durante toda a vida permanecem como autêntico preâmbulo e esteio duma fé viva.

2226. A educação da fé por parte dos pais deve começar desde a mais tenra infância. Faz-se já quando os membros da família se ajudam mutuamente a crescer na fé pelo testemunho duma vida cristã, de acordo com o Evangelho.

Related article

  • 30 05-2017
    Discursos aos recém casados – Papa Pio XII
    • Família
    • Comentários desativados em Discursos aos recém casados – Papa Pio XII

    Com alegria disponibilizamos os Discursos do Santo Papa Pio XII aos recém casados. Estão em espanhol mas esperamos que muitas famílias possam encontrar neles as luzes para trilhar o caminho de santidade como ecclesia domestica!…

    Read more...
  • 23 10-2016
    Do trabalho fora do lar para… dedicar-me integralmente ao nosso Lar!

    Por Sharlie Macente  A vida transcorria normalmente. Eu já havia passado pelos bancos escolares com muito sucesso. Já havia terminado a faculdade que eu escolhi. Já tinha voltado de um intercâmbio de 1 ano no…

    Read more...
  • 11 10-2016
    De Volta ao Lar – livro de Mary Pride
    • Família
    • Comentários desativados em De Volta ao Lar – livro de Mary Pride

    Clique aqui para baixar o livro De Volta ao Lar O livro da ex-feminista, Mary Pride, está celebrando 25 anos. Porém, é mais atual e necessário que nunca! Não deixe de ler e divulgá-lo! Por…

    Read more...