O que Nossa Senhora espera da juventude

26 07-2017
O que Nossa Senhora espera da juventude

Num belíssimo discursso para a Juventude Católica o Santo Padre Pio XII nos diz o que Nossa Senhora espera da juventude.  Depois de parabenizar pela consagração à Nossa Senhora o Papa diz que “o futuro da nação depende da fé e da atividade de juventude” e irá explicar porque precisamos de uma:

 Uma juventude de fé

Uma juventude pura

Uma juventude ativa

Aqui está o que Maria espera de vós, e o que o presente momento pede de vocês.

1) Uma promessa de Maria, pra ser uma juventude de fé. Uma juventude de fé é uma juventude que irá reagir contra a laicização e a vulgaridade da vida, contra sua desordenada desonra, para coisas materiais e terrestres, contra o esquecimento e negação de Deus. É uma juventude para quem o centro da vida é Deus, Jesus Cristo, a eternidade; uma juventude que tem como regra de conduta a exortação de Tobias ao seu filho. Uma juventude que caminha e age sempre com a presença de Deus, que reza, observa os Dias Santos, no domingo se reúne ao redor do altar do Senhor para louvar a Deus e haurir da Santa Eucaristia a força para cumprir em todas as coisas a Sua santa vontade. A juventude que despreza um Cristianismo puramente formal de mero costume, e tenta compreender cada vez mais claramente e absorver cada vez mais intimamente e profundamente as inexauríveis riquezas da verdade católica e dos princípios Cristãos, e avança no caminho da fé com um passo firme e certo. Uma juventude que luta em seus primeiros anos para transformar esta fé em ação e vida, e assim tende a favorecer a maturidade e a plenitude da personalidade Cristã. Essa é a verdadeira mocidade de fé. É para isso que vocês unem-se perante a sua Mãe celeste e seu Filho divino.

Uma juventude pura

 2) Uma promessa a Maria para ser uma mocidade pura. O segredo da indestrutível vitalidade de seu povo costuma ser a mãe Cristã. Durante muito tempo ela foi o orgulho e a felicidade da sua raça; nela a flor da juventude inocente germinou e encontrou a sua perfeição natural. Esta pureza não contaminada foi até recentemente a característica dominante das moças da Itália.

Temos agora, em vez disso, infelizmente, que contemplar partes deste jardim de Deus pisado brutalmente pelos passos do inimigo? Sempre que ele avança com o poder de mal, atropelando a flor da juventude, imediatamente a majestade da noiva perde seu esplendor, e a delicadeza da mãe seu perfume. Sobre a lama salpicada com pétalas caídas, vozes sinistras exaltam o triunfo do divórcio sobre a indissolubilidade do matrimônio, a esterilidade voluntária sobre o amor frutuoso. Apenas a fronte casta é digna e capaz de levar o diadema resplandecente com as jóias da lealdade conjugal e do heroísmo da maternidade.

Cabe a vós, amadas filhas, despertar uma nova geração de jovens mulheres, que vai se apresentar intacta e inviolada ao Criador, sobre o altar no seu casamento, ou sobre seu leito de morte, o tesouro da sua pureza. Isto significa, para cada uma de vós, unir-se na luta contra aqueles que publicamente contaminam a inocência e a pureza da juventude. Sem dúvida todas as boas pessoas exultarão se o Estado lutar com legislação sensata contra as imagens e apresentações imorais da imprensa, do cinema, do teatro e do rádio. Mas cabe a vocês dar vida e alma a essas leis, reviver a santa cruzada pela moralidade Cristã, pela dignidade e pureza da sua mente e do seu coração, pelo domínio dos seus sentidos, com a modéstia Cristã no vestuário e no comportamento, no discurso e na conduta, pela sua industriosa delicadeza, a intenção de tornar a vida e o lar não somente suportável a todos, mas radiante de paz e felicidade.

Ofereça então hoje a Maria, sempre virgem e Mãe, a sua inabalável promessa de santa pureza! E que ela possa se dignar a prover seu sólido apoio, com os quais se pode observar a sua promessa fielmente até o fim.

 Uma juventude ativa

 3) Uma promessa a Maria, de ser uma juventude Católica ativa.

Durante estes últimos anos, a posição social da mulher, foi submetida a uma evolução não menos rápida do que profunda. Ela tem se visto sendo transportada da tranqüilidade do santuário da família para a grande revolta da vida pública. Hoje ela exerce as mesmas profissões, tem as mesmas responsabilidades, e possui, no campo político, os mesmos direitos que o homem.

Com a surpresa e a precipitação de uma impetuosa torrente, esta revolução rompeu as margens as quais a natureza e os costumes já tinham construído. Ela tem derrubado a mulher, ameaçando roubá-la de sua mais nobre dignidade e arrebatá-la de sua missão, a missão da maternidade. Seria vão reagir ou recriminar contra esta transformação; mas é necessário para livrar do perigo que a acompanha. Isto deve ser objeto de sua ação.

Acima de tudo, ter a coragem das suas convicções, a coragem de afirmar abertamente a sua fé, onde quer que a Divina providência colocá-la. Seja em um cargo público, ou de uma casa de comércio, como empregada doméstica ou de uma fábrica, na escola, no escritório ou na clínica; onde quer que você possa estar, dê o exemplo de uma jovem católica, consciente de sua fé, cuja doutrina ela sabe, cuja lei ela observa, que ela pode manter e, quando necessário, defender. Isso exige sem dúvida auto-confiança e auto-domínio, força para rejeitar qualquer atração prejudicial, para suportar todas as renúncias necessárias e todos os fiéis sacrifícios. Mas é o mínimo que se pode esperar de uma jovem católica.

Em segundo lugar, é preciso ter um sincero desejo de atrair outros: as meninas, acima de tudo, que sentem a necessidade de uma grande amiga, na qual elas encontrarão ternura, aconselhamento, conforto; muitas que estão solitárias, atemorizadas, perdidas; assim, muitas cambaleantes à beira de perigo, e desejosas de serem ajudadas em sua fragilidade. Você terá para cada uma delas, uma palavra agradável, amável, oportunamente adaptada para cada caso individual. Exercite em relação a elas as obras de misericórdia, tanto corporais – uma área mais extensa no momento – quanto espirituais. Fale para elas de Cristo, conduza a Cristo; e desvende aos seus corações e as suas almas a verdade católica em toda a sua beleza, o radiante horizonte da moralidade católica, o atraente ideal da mulher e mãe católica, o ideal de pureza, também, na sua mais requintada perfeição de pureza que rejeita qualquer casamento terreno para doar a si mesma totalmente ao amor de Cristo, ao serviço de Cristo, a amar e servir ao próximo em Cristo através do apostolado nas suas diversas formas, entre os jovens, em escolas, entre os que estão doentes e sofrem. Dar a conhecer a eles a mensagem social da Igreja Católica: como ela realmente assegura e garante a verdadeira dignidade e o bem-estar do indivíduo, da família, e de todo o povo.

Direitos no domínio político

Um grande número de vocês já goza dos direitos políticos, o direito de voto. A estes direitos correspondem muitos deveres; para o direito de voto, o dever de votar, o direito de não votar, dando o seu suporte somente aos candidatos ou listas de candidatos que ofereçam não promessas vagas e ambíguas, mas garantias seguras de que eles irão respeitar os direitos de Deus e da religião. Medite bem nisso: este é para você um dever sagrado; obriga a consciência; obriga você diante de Deus, através do seu voto você tem em suas mãos, os grandes interesses de seu país. É uma questão de guardar em segurança e preservar a cultura cristã para seu povo, a dignidade para as meninas e mulheres, as mães cristãs para suas famílias. A hora é grave. Estejam atentas a sua responsabilidade. Vão: vão todas vocês, jovens e adolescentes. Vão adiante com seu exemplo. Vão e esclareçam as consciências ignorantes, incertas, hesitantes. Vão e instruam, de casa a casa, para cada família, estrada em estrada, de cidade para cidade. Não deixem ninguém excedê-las em atividade, fervor, zelo, no espírito da verdade, justiça, e amor.

Deixem que esta, então, seja a sua solene promessa a Maria: servir com uma forte fé e conduta exemplar a causa de seu Filho divino, por palavra, trabalho, e sacrifício.

 

Related article

  • 07 10-2012
    A Religião e a Juventude

    Prefácio do livro “A Religião e a Juventude”  O volume de Monsenhor Tihamér Tóth, que hoje oferecemos aos leitores brasileiros, representa sem dúvida magnífico reforço ao combate árduo contra a irreligião juvenil. A idade gentil e promissora…

    Read more...
  • 13 09-2012
    Blogueira atéia se converte

    Por Salvatore Cernuzio- Zenit É uma história maravilhosa de conversão nos nossos dias, aquela de Leah Libresco, a popular blogueira americana atéia responsável do “Patheos Atheist Portal”. No passado 18 de Junho uma postagem desta…

    Read more...
  • 11 09-2012
    Deus pede a castidade aos noivos

    Palavras do Papa Bento XVI aos noivos: “Se sois noivos, Deus tem um projeto de amor para o vosso futuro de casal e de família e por conseguinte é essencial que o descubrais com a…

    Read more...